Contra a Cultura do Estupro

29/05/2016 at 18:44 Deixe um comentário

2016 - Cultura do Estupro 2E eis que, finalmente, a cultura do estupro está em pauta. Infelizmente, a discussão surge a partir de mais um horrível fato, de repercussão nacional e internacional, onde uma adolescente foi vítima da pior forma de violência: o estupro.

Independentemente que tenham sido 30, 10 ou 3 que tenham realizado esse ato, o debate se faz necessário. Por muitas vezes nos indignamos quando em outros países e culturas o estupro é visto como algo comum, “normal” (em alguns casos, é até uma forma de punição legal). Mas não queremos ver ou aceitar que aqui bem debaixo dos nossos olhos há uma cultura do estupro. Tanto é que até o Dep. Marco Feliciano, um dos propositores da PL 6055/2013 (que, na prática, desassiste mulheres estupradas) sentiu-se revoltado com o que deve ter considerado “um caso isolado”.

Fato é que as instituições sociais (família, religião- igreja, escola, mídia e cultura, modo de produção, Estado…) vêm cumprindo uma triste função na sociedade e reproduzindo as relações opressivas e desiguais. Nessa cultura patriarcal em que vivemos, a expectativa em relação aos homens é que haja:
– Diferença em relação às mulheres;
– Superioridade para com os demais;
– Independência e autossuficiência;
– Poder sobre os outros (inclusive violento).

Sempre que olharmos uma menina ou umas mulher e enxergarmos somente um obj2016 - Cultura do Estupro 3eto sexual – isto não dá o direito a ninguém de abusar dela ou estuprá-la. Nada justifica esta violenta ação, nem se as suas roupas são provocantes, ou se o local é apropriado à sua presença, ou se se está acompanhada ou desacompanhada, ou se ela é muito bela, ou feia… nada… absolutamente nada justifica. E a culpa jamais poderá ser da vítima, e sim do estuprador!

Aliás, como alguém já disse por aí, nas redes sociais: “O crime de estupro é o único em que se procura antecedentes criminais da vítima, ao invés de procurar os antecedentes do estuprador”. É triste ver homens e mulheres dizerem não ter nenhuma misericórdia com a menina do Rio de Janeiro, chamada por eles de “marmita de bandido”.

Por isso é urgente ampliar a discussão sobre gênero e equidade. A educação é o melhor caminho para transformar a cultura do poder sobre as mulheres, sobre seus corpos, sobre as suas vidas! Para início de conversa, que tal refletir nossos preconceitos à luz dos dados abaixo?

“Se ela estivesse estudando isso não aconteceria!” – Menina estuprada em escola de São Paulo reconhece agressores: http://glo.bo/1TZ6Ej0

“Se ela estivesse na igreja isso não aconteceria!” – Jovem é estuprada dentro de secretaria de igreja em Brasília: http://migre.me/tY1tn

“Se ela estivesse em casa isso não aconteceria!” – Morre jovem encontrada com sinais de estupro dentro de casa na Zona Norte: http://bit.ly/1qMl4Lu

“Se ela estivesse trabalhando isso não aconteceria!” – Jovem é atacada e estuprada a caminho do trabalho: http://bit.ly/1P19Wpq

“Se ela tive2016 - Cultura do Estuprosse um namorado fixo isso não aconteceria!” – ‘Meu namorado me estuprou por um ano enquanto eu dormia’: http://bbc.in/27UhJvG

“Se ela fosse mais família isso não aconteceria!” – Adolescente com deficiência física é estuprada pelo tio em RR: http://glo.bo/1THnB47

“Se ela fosse menos ‘puta’ isso não aconteceria!” – Menina (de 1 ano e meio) morta em igreja foi violentada: http://bit.ly/1Z3LEM4

“Se ela tivesse mais cuidado isso não aconteceria!” – Jovem é estuprada em estação do Metrô de São Paulo: http://bit.ly/1WnjCgw

Anúncios

Entry filed under: CEBI-RS.

NÃO EM MEU NOME… SEJA LÁ QUAL FOR! A cultura do estupro descansa sob a sombra da nossa leitura bíblica…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


FACEBOOK

Cursos Online no CEBI

Estatísticas do site

  • 18,567 hits

Tópicos recentes

Fotos no Flickr

Twitter CEBI-RS


%d blogueiros gostam disto: