Archive for novembro, 2014

Reunião do CEBI Sul – Outubro de 2014

Vivendo a expectativa pela Assembleia Nacional, o RS se fez presente na reunião do CEBI Sul, ocorrida em Curitiba/PR, nos dias 18 e 19 de outubro de 2014. Refletindo nossas sedes e nossas águas, nós, o Estado anfitrião e Santa Catarina discutimos amplamente a realidade (interna e externa) que temos e a que queremos. Estiveram presentes, ainda, Ildo Bohn Gass (Secr. Formação) e Maribel Rodrigues (Secr. Administração e Publicações), pelo Nacional.

Após um momento de espiritualidade ao redor de um poço improvisado, Ildo conduziu rápida reflexão sobre o encontro entre Jesus e a samaritana (Jo 4,1-42). O objetivo era criar o clima para que as discussões seguintes fossem pautadas pelo tema da Assembleia Nacional. Ildo chamou-nos a atenção para um ponto polêmico do texto: Jesus, aí, dá voz ao discurso judaizante machista e xenófobo. Porém, aberto ao diálogo, muda sua postura em relação aos samaritanos. Também hoje, especialmente nesse período de eleições, a Igreja Oficial se alia aos opressores. Não seria essa uma passagem que denuncia a soberba e a arrogância dos que se dizem representantes de Cristo na terra, mas não mudam seu comportamento? A introdução culminou com a leitura da carta aberta do CEBI em apoio à reeleição da Presidenta Dilma.

Na sequência, fomos divididos por Estados para pensar quais as nossas sedes externas (quanto às relações de ecumenismo e diálogo com o diferente) e internas (relações no Estado, na Região e no Nacional). Percebemos com preocupação o crescimento do conservadorismo nas Igrejas. Concluímos ser necessário fortalecer o ecumenismo de base, independente do clero, um ecumenismo não apenas do discurso, mas de práticas libertadoras, portanto não voltado para a conversão, mas para o diálogo. Vimos também que há um clamor nos três Estados por reanimar as discussões sobre gênero e juventudes, que andam em plano secundário, ainda que esteja previsto um curso nacional de leitura feminista para fevereiro do ano que vem.

Iniciando o domingo, fomos consultados sobre quais eixos gostaríamos que fossem trabalhados em nível nacional no próximo triênio. Concordamos estar plenamente contemplados com os quatro atuais, a saber: hermenêutica feminista e relações de gênero, juventudes, ecumenismo e espiritualidade dos povos originários, justiça socioambiental. Ressaltamos, porém, que deveria ser enfatizada a questão da diversidade, especialmente nos eixos gênero e juventudes. Quanto ao último, havia uma dúvida se deveria ser tratado como eixo ou público. Após animada discussão, concluímos que deve ser tanto uma coisa quanto a outra.

O último passo da reunião foi a apresentação do PMA, feita por Maribel. Antes, porém, foram apresentados os nomes indicados pelos Estados para compor a Direção Nacional. Além disso, Lúcia Dal Pont (IEAB-PR) foi indicada coordenadora da Região por mais um mandato. Quanto ao PMA (Planejamento, Monitoramento e Avaliação), trata-se de um método que o Nacional adotou para medir os efeitos da promoção da Leitura Popular nas comunidades e na sociedade do Brasil. Prática recente (ainda restrita sistematicamente à Secretaria Nacional), a intenção é implantá-lo gradativamente nas diversas instâncias, dentre as quais o CEBI-RS. Encerramos com uma avaliação e o rito de envio, onde celebramos o poder das águas.

Anúncios

06/11/2014 at 09:50 Deixe um comentário


FACEBOOK

Cursos Online no CEBI

Estatísticas do site

  • 18,567 hits

Tópicos recentes

Fotos no Flickr

Twitter CEBI-RS