Assembleia CEBI-RS 2013

12/03/2013 at 19:57 Deixe um comentário

Nos dias 23 e 24 de fevereiro, aconteceu mais uma assembleia do CEBI-RS. Reunidos no CEPA – Centro de Espiritualidade Arturo Paoli, em São Leopoldo, mulheres e homens, jovens e adultos das Escolas Bíblicas e outros encontros espalhados pelo Rio Grande do Sul foram convidados a refletir o tema: “Superação da Violência Religiosa – Aspectos Bíblicos”. A assessoria foi do casal anglicano Lilian Pessoa de Lira e David Pessoa de Lira.

DSCF2063

Fazendo lembrança de que estamos no tempo quaresmal, período de conversão, invocou-se o Deus de esperança e de amor, que alimenta a resistência e anima a caminhada. Logo a seguir, textos bíblicos introduziram o tema, citando: elementos de outras culturas religiosas (Gn 1; Ex 7,8-9,35; Ez 8,14-9,7); a interação entre o cristianismo e outras religiões (At 17,16-32; 1Cor 1,10-16; 8-10); a suspeita de que o próprio Cristianismo foi modelado a partir do pensar de outras experiências religiosas (Rm 6). Após breves comentários, uma boa acolhida e as devidas apresentações, deu-se início à formação.DSCF2085

O encontro ajudou os participantes a perceberem a origem do problema. Além disso, cada uma, cada um olhou para dentro de si e percebeu sua própria culpa por ter desrespeitado ou desvalorizado outras crenças ou expressões de fé alheias à sua. A consequência maior dessa prática é a morte. Um exemplo concreto é o caso de Mãe Gilda que, após ter seu terreiro desrespeitado e sua foto exposta como charlatã no jornal de uma igreja cristã, morreu infartada. Por essa razão, é preciso superar a violência religiosa.

SAM_4020

Em grupos, refletiu-se Mc 7,24-30. O texto demonstra como uma mulher siro-fenícia colocou Jesus em cheque, cobrando o direito à vida de sua filha. Sendo comparada a um cachorrinho ao pé da mesa, não se intimidou e procurar demonstrar que nem mesmo o direito às migalhas estava sendo respeitado. Sua firmeza acabou por converter o próprio Cristo. As reflexões ainda foram marcadas por alguns verbos como: conhecer, reconhecer, caminhar, protagonizar, abrir-se.  Mas a maior chave hermenêutica para ler e viver esse trecho é compreender que o Amor verdadeiramente incondicional abre-se à outra, ao outro, independente de sua fé.

SAM_4050

O encontro encerrou-se no domingo, com a partilha das ações e vivências em 2012, nos núcleos e grupos do CEBI; a prestação de contas dos recursos, o planejamento das ações para 2013 e a partilha solidária dos recursos financeiros e humanos, entre os grupos de leitura Popular da Bíblia. A novidade ficou por conta de um grupo jovem de círculos bíblicos que está se iniciando em Pelotas. A jovem pejoteira Franciele Garcia e o Rev. Ramacés estão se encarregando de nucleá-lo. Após os informes, a celebração de envio animou os participantes a se colocarem a caminho neste 2013 que se inicia.

SAM_4069

 

Anúncios

Entry filed under: Bíblia e Juventudes, Ecumenismo, Educação Popular, Formação.

Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos Curso de Bíblia e Hermenêuticas Juvenis 2013

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


FACEBOOK

Cursos Online no CEBI

Estatísticas do site

  • 18,597 hits

Tópicos recentes

Fotos no Flickr

Twitter CEBI-RS


%d blogueiros gostam disto: